Estranha Língua — Diogo Borges | Livro de Poesia

Código: WJW39P332 Marca:
R$ 50,00
até 3x de R$ 17,46
Comprar Disponibilidade: Imediata Aproveite! Restam apenas 4 unidades
    • 1x de R$ 50,00 sem juros
    • 2x de R$ 25,59
    • 3x de R$ 17,46
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

O LIVRO

Os poemas que compõem estranha língua, segundo livro do poeta Diogo Borges, apresentam uma voz muito singular e lapidada, laborada no esmero de aparar todos os excessos, lavrar os versos, colher as palavras. Sua escrita arrisca-se na travessia, no acidente, “cortando com a poesia discursiva e, sobretudo, literária”. A linguagem anuncia danças, prepara-se para sedução e trama algumas respostas à pergunta o que é a poesia?

Trecho do prefácio de Luciana Tiscoski - Escritora, Jornalista e Doutora em Literatura


COMENTÁRIOS

“Movimento nascente é língua notícia: Diogo Borges nos cantares, no sopro. E contentamento, já que nossas palavras emparelhadas. Claro. Dançamos juntos no sortilégio dos rios, dos roubos, dos sismos, na maravilha do novo - que assim sejam: estranho e língua, e tudo que chega e tudo que se queira deixar chegar.”

Luci Collin. Ficcionista, poeta, educadora e tradutora.
 
*


"Cada leitura do livro de Diogo, percebe-se que novas respostas surgem dos versos. Com segurança cirúrgica, o poeta escande, joga com a simplicidade das palavras, como se brincasse de Manoel de Barros".

Luciana Tiscoski. Escritora, Jornalista e Doutora em Literatura 

*


"Sem mais, Diogo Borges em Estranha Língua escreve poesia contemporânea de altíssima qualidade. Sua escrita sugere novos rumos para as teorias sobre versificação; explora novos caminhos para a língua e cria uma poesia que podemos considerar nova. Não no sentido da imaturidade, mas na qualidade e no rigor da inovação literária"

Jéssica Iancoski. Editora-chefe do Toma Aí Um Poema.


TRÊS POEMAS DO LIVRO

 

escavar

escavar a pele
até chegar no osso

cavar fundo
até achar o nervo

                onde rebenta o corpo

*

veste

cortar o alinhavo vestido
e deixar cair
despida sob o corpo
a pele

*


animal

a língua
em sua toca


à espreita
o dizer


animal
que vai morder

 

O AUTOR

Diogo Borges é poeta, contador de histórias, arte educador e gestor cultural. Nasceu em Barra do Piraí, em março de 1980, e mudou-se para o Rio de Janeiro em 1997 para estudar teatro na Casa das Artes de Laranjeiras. Formou-se em Letras e tem pós-graduação em Literatura e Arte pela PUC-Rio e Narração Artística pela Casa Tombada – São Paulo. Estranha Língua é o seu segundo livro de poesia.

 

DETALHES
Autor: Diogo Borges | Tipo e formato: brochura, 14x21cm | Encadernação: P.U.R | Número de páginas: 76 | Idioma: português | ISBN: 978-65-997646-2-2

R$ 50,00
até 3x de R$ 17,46
Comprar Disponibilidade: Imediata Aproveite! Restam apenas 4 unidades
Pague com
  • Mercado Pago
Selos
  • Site Seguro

JESSICA IANCOSKI GUIMARAES RAMOS 09648791902 - CNPJ: 33.066.546/0001-02 © Todos os direitos reservados. 2022