Livro de Poesia | Meio-fio: Poemas de Passagem de Flavia Ferrari

Clique no botão ao lado para assistir o video relacionado ao produto.

Assistir Video

Livro de Poesia | Meio-fio: Poemas de Passagem de Flavia Ferrari

Código: BKMFFF01 Marca:
R$ 50,00
até 3x de R$ 17,46
Comprar Disponibilidade: Imediata Aproveite! Restam apenas 3 unidades
    • 1x de R$ 50,00 sem juros
    • 2x de R$ 25,59
    • 3x de R$ 17,46
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

LIVRO

 

Meio-fio: Poemas de Passagem é o livro de estreia da poeta Flavia Ferrari. São 60 poemas maravilhosos que se aprofundam nas dualidades humanas e exploram o sentimento de se estar entre as coisas. Flavia propõe um percurso de leitura para que o eu-lírico e o leitor caminhem juntos pelas páginas do livro: da essência do ser, para o asfalto da rua; e da rua para a aspereza das relações dentro de casa. 

 

PREFÁCIO (ISABEL FURINI)

 

[...] “Não é comum ler o primeiro livro de um poeta e perceber essa maturidade de escrita que podemos observar nos trabalhos de Flavia Ferrari. Flavia já tem sua voz, sua visão, seu procedimento singular para elaborar os poemas. “Lugar nenhum”, por exemplo, é um poema incomum. Ela consegue pautar elementos, retratar de maneira clara e contundente o barco e a mente. Flavia apresenta dualidades em outros poemas. Fala de amores perdidos e estados emocionais com um olhar profundo. Não fica na superficialidade da rima artificial, nem das palavras que agradam os ouvidos. Flavia explora a palavra com a visão de profundidade de um oceanógrafo.” [...]

_____________________________

 

LUGAR NENHUM

 

 

Um barco à deriva

Por mais que esteja perdido

Tem como endereço

Um oceano

Um rio

Um nome

Um porto

 

Uma mente à deriva

Por mais que esteja lúcida

Perde-se em lugares sem endereço

Sem nome

Sem gente

Sem margem

Em silêncio

 

*

ANUNCIAÇÃO

 

 

Não é possível olhar o alto

Se o ar ao redor está todo preenchido

 

O espaço pode ser este lugar sufocante

Nomeado

Mas não reconhecido

 

Não é fácil perceber o gosto

Se o que nos cabe é um pedaço ressequido

Sem a presença de um todo

Que nos faça acreditar

 

Não é prudente adormecer no caminho

Precisamos chegar e registrar o nome

Para que haja uma verdade momentânea

Da partida

Do motivo

Da carne viva

 

Não é comum os sons perderem a validade

Música esta que canta este tempo

Em que à memória parece ruído

 

Não é errado esconder-se

Da figura insana

Do momento não aguardado

Da convocação que não admite recusa

 

Mas não é prudente ausentarmo-nos

Todos os nossos sentidos são necessários

Mesmo que não haja espaço

Nem esperança

Nenhum movimento

 

Mesmo sem a tua companhia

Com a qual era fácil conseguir encontrar

 

 

*

 

 

FRESTAS

Há frestas por onde o sangue aflora

e o excesso escorre

e que cicatrizam

 

Há frestas que revelam

fragilidade

e uma ruptura iminente

 

Há frestas que acusam

um passado negligente

futuro incerto

 

Há frestas que orientam

que contam histórias

e aguentam

 

Há frestas que não cicatrizam

endurecidas

por onde só passa o ar

imperceptível

 

Há frestas invisíveis

que só se mostram na claridade

e somem quando chegam as sombras

 

Há frestas por onde brotam

elementos vivos

quando já não mais acreditamos

e resistem 

_____________________________

 

DETALHES:

 

 

 

Autora: Flavia Ferrari | Tipo e formato: brochura, 14x21cm | Material: papel Triplex Fosco 250-300g/m² (capa); papel Offwhite Amarelado 80g/m², impressão p&b (miolo) | Encadernação: P.U.R | Número de páginas: 80 | Idioma: português | ISBN: 978-65-81362-14-0

R$ 50,00
até 3x de R$ 17,46
Comprar Disponibilidade: Imediata Aproveite! Restam apenas 3 unidades
Pague com
  • Mercado Pago
Selos
  • Site Seguro

JESSICA IANCOSKI GUIMARAES RAMOS 09648791902 - CNPJ: 33.066.546/0001-02 © Todos os direitos reservados. 2022